domingo, 29 de agosto de 2010

Os Meridianos do Corpo energético.



1. O meridiano dos Pulmões (entre 3-5h).
Da saúde dos P. depende a saúde de todo o corpo. Além de fornecer o oxigénio indispensável ao organismo, os P. permitem a eliminação do gás carbónico.
A má saúde dos P. manifesta-se em subidas de temperatura do corpo, fluidos nasais, tosse rouca, soluços/bocejos/sonolência frequente, dor nas omoplatas, etc.
No plano psicológico P. de boa saúde favorecem a boa compreensão, ao passo que P. fracos tornam a pessoa melancólica e depressiva.

2. O meridiano do Intestino Grosso (entre 5-7h).
O I.G. tem por função eliminar os resíduos produzidos pela digestão. Quando ele cumpre mal a sua tarefa, fica obstruído e, através do sangue, uma grande quantidade de toxinas espalha-se pelo organismo.



Um I.G. que funcione mal engendra problemas relacionados com a pele, com os dentes e com a boca em geral.
Dá também lugar a sentimentos de insatisfação.

3. O meridiano do Estômago (entre 7-9h).
O papel do estômago consiste em transformar os alimentos de modo que eles possam ser assimilados.
Um mau funcionamento do E. dá origem a obstipação, soluços, inchaço do ventre, língua grossa e/ou seca, hemorragias das gengivas, ombros tensos, tendência para a anemia, etc.
No plano psicológico: hiperactividade mental, frustração afectiva, tendência a preocupar-se demasiado com os pormenores, etc.

4. O meridiano de Baço e Pâncreas (entre 9-11h).
O baço e o pâncreas irrigam e nutrem todos outros órgãos do corpo. A equipa B.P. tem um papel importante sobre o estado dos gânglios linfáticos.
Lábios demasiado pálidos, falta de apetite, nós na barriga, etc. são alguns dos sinais de mau funcionamento destes órgãos.
No plano psicológico uma disfunção do B. e do P. incita ao orgulho, a vaidade, ao egocentrismo e à obstinação.

5. O meridiano do Coração (entre 11-13h).
O coração é o órgão responsável pela circulação sanguínea. A sua paragem é fatal.
Sinais de desequilíbrio: hesitação na fala, inchaço no nariz e nas mãos, baforadas de calor, vertigens, tenção no peito e no plexo solar, fadiga, etc.
No plano psicológico: estados de afasia, de aflição, de tenção nervosa, de stress, de neurose, de fadiga intelectual, ausência de entusiasmo; pessoa tímida e angustiada.


6. O meridiano do Intestino Delgado (entre 13-15h).
O I.D. é a secção do tubo digestivo compreendida entre estômago e o intestino grosso. Ele prossegue o trabalho de transformação dos alimentos começado no estômago.
Um I.D. em mau estado traz perturbações da saúde análogas a um desequilíbrio de coração. A dificuldade de voltar cabeça a 180º para a direita ou para a esquerda – sinal revelador de má saúde do I.D.
Uma tendência para o ciúme permite muitas vezes pressagiar uma disfunção do I.D.

7. O meridiano da Bexiga (entre 15-17h).
A B. recolhe a urina proveniente dos rins e permite a sua eliminação. Com os rins esta ligada estreitamente ao sistema dos órgãos sexuais.
Dores ao nível do pescoço, dos rins, e dos tornozelos, insónia e perturbações de visão assim como dores de cabeça e do intestino grosso estão muitas vezes associados a problemas de B.
No plano psicológico uma B. disfuncional está a par de uma tendência para a ansiedade, medo, hipersensibilidade.

8. O meridiano dos Rins (entre 17-19h).
As perturbações da sexualidade, seja elas de origem física ou psíquica, encontram muitas vezes a sua origem numa disfunção dos R. O mesmo acontece com afecções dos ouvidos.
O mau funcionamento dos rins dá uma coloração escura à tez e provoca o aparecimento de olheiras.
O medo, a timidez, uma prudência excessiva, a dificuldade em parar de trabalhar, a insónia são outras tantas manifestações de um problema renal.

9. O meridiano do Pericárdio (entre 19-21h).
P. Tem por função unificar a energia vital dos diferentes órgãos de corpo. Ele gere as emoções e a circulação.
Um desequilíbrio de P. é acompanhado de dores na região do coração, palpitações, hipertensão, colites, etc.
No plano psicológico o desequilíbrio do P. manifesta-se por histeria, nervosismo nas relações, emoções excessivas, um sono leve e muitas vezes entrecortado de sonhos, etc.

10. O meridiano do Triplo Aquecedor (entre 21-23h).
O T. A. gera a temperatura do corpo, recolhe e regulariza a energia vital proveniente da respiração, da digestão e da actividade sexual.
Os sintomas de um desequilíbrio de T.A. são uma diferença marcada de temperatura das diferentes partes do corpo, baforadas de calor ou arrepios de frio, perturbações da memória, dores no meio das costas, etc.
No plano psicológico um desequilíbrio do meridiano dá lugar a uma tendência para o isolamento.

11. O meridiano da Vesícula Biliar (entre 23-1h).
A vesícula biliar armazena a bílis. Elas intervêm no processo digestivo e na eliminação dos dejectos.
Pode reconhecer um mau funcionamento deste órgão por uma cor lívida da pele, um gosto amargo na boca, dores por baixo do fígado e nas articulações, etc.
No plano psicológico uma vesícula biliar em mau estado leva a impaciência, à cólera, a uma concentração exagerada, etc.

12. O meridiano do Fígado (entre 1-3h).
Fígado intervêm no processo de digestão, filtra o sangue, vela pelo desenvolvimento e saúde dos músculos, das unhas e dos olhos. Um fígado doente arrasta alergias diversas, obstipação, flatulência, azia, fadiga ocular, dores de cabeça, tenções ao nível dos ombros, etc. Ele é responsável pelo aparecimento de rugas entre as sobrancelhas.
No plano psicológico um desequilíbrio do fígado incita a cólera, a agressividade, a impulsividade, etc.

Sem comentários:

Enviar um comentário